ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Pelourinho] - Inadequação vocabular

Cerca de *

Wilton Fonseca**

«Cerca de 146 detidos! A coisa é grave. Além deles, há 52 pessoas feridas! Portanto, os detidos não são pessoas», comenta o antigo diretor da agência de notícias Lusa, na coluna que assina às sextas-feiras no diário português i, sobre o mau uso da língua nos media portugueses.


Perante as dificuldades do jornalista no cálculo de números exatos, a língua portuguesa criou a expressão «cerca de». A ela recorreu o Público: «Cerca de 146 manifestantes foram detidos e 52 pessoas ficaram feridas em confrontos entre radicais kosovares de origem albanesa e a polícia do Kosovo».

Cerca de 146 detidos! A coisa é grave. Além deles, há 52 pessoas feridas! Portanto, os detidos não são pessoas. Ou entre eles figuram pessoas e não-pessoas, estas últimas, apesar da desumana condição, a tentar exercer o direito inalienável à manifestação. Talvez se tratasse de calmos e dóceis animais domésticos, habituados a acompanhar os humanos? E o que poderiam ter feito para serem vistos como desordeiros com direito à prisão? A notícia não o diz.

Vivi no Kosovo cerca de 26 meses, 11 dias, 15 horas e 36 minutos. Presenciei manifestações, vi mortos, feridos e detidos, mas nunca soube de uma manifestação que envolvesse radicais albaneses e não-pessoas. O que me faz pensar que, apesar dos pesares, a notícia constitui um jubiloso sinal dos ares de abertura e vanguardismo que varrem a região, onde pessoas e não-pessoas partilham preocupações e manifestações, mas onde apenas as pessoas ficam feridas. Fica demonstrado um grande respeito pelas não-pessoas, de que eu e o autor da notícia nos orgulhamos.

* In jornal i, de 03 de fevereiro de 2012, na crónica semanal do autor, Ponto do i, que assinala alguns erros na escrita jornalística, em Portugal. :: 08/02/2012

Sobre o autor

** Wilton Fonseca é um jornalista português nascido no Brasil. Licenciado em Filologia Românica (Faculdade de Letras de Lisboa), onde lecionou Introdução aos Estudos Linguísticos, Sintaxe e Semântica do Português. Foi diretor de Informação das agências noticiosas Anop e NP, chefiou os serviços de comunicação das fundações Gulbenkian e Luso-Americana para o Desenvolvimento. Foi chefe de Informação (PIO) das missões de paz das Nações Unidas em Angola, Timor-Leste, Kosovo e Burundi. Foi diretor-geral da Leya em Angola.

 

Enviar:

Pelourinho

Registos críticos de maus usos da língua no espaço público.

Como (não) «escrever com os pés»
"Confusion de confusiones"... desfolhadíssima
Um erro à discrição
Errar também será ´humanitário’?
"Amarei-te"... nunca!
Uma desmarcação mal demarcada
O "ou" ou o "e"?
Um estrato (muito) mal extraído
Um erro (facilmente) evitável
Um casual nada fortuito

Temas

Abreviaturas

Apelidos plurais

atestação/significado de palavras

Atitudes linguísticas

concordância

Corruptela

Discurso

estrangeirismos

Falsas etimologias

Género

Gralhas

Inadequação vocabular

Mau uso da língua no espaço público

Neologismos

Numerais

ortografia

Pleonasmos

pontuação

pronúncia

regência

Revisão de texto

Sintaxe

Tempos e modos verbais

Tradução



Autores

A. Tavares Louro

Afonso Peres

Afonso Peres

Albano Estrela

Alexandre Praça

Álvaro Cidrais

Amílcar Caffé

Amílcar Caffé

Amílcar Caffé,

Ana Martins

Anselmo Borges

Baptista-Bastos

Carla Viana

Carlos Ferreira

Carlos Marinheiro

Carlos Rocha

Carlos Rocha

Carlos Rodrigues Lima

Ciberdúvidas

D.C.

Duarte Calvão

Duda Guennes

Edite Prada

Edno Pimentel

Eduardo Oliveira e Silva

Emídio Fernando

Eunice Marta

Eunice Marta

Fernando Madrinha

Ferreira Fernandes

Francisco Belard

J. A. G.

J. A. G./J. M. C.

J. C. B.

J. M. C.

J. M. Nobre-Correia

J.A.G.

J.A.G./J.M.C.

J.C.B.

J.C.B./J.M.C.

J.C.B./J.M.C.

J.M.C.

J.M.C./J.C.B.

J.M.C./J.C.B.

J.M.C./M.R.R.

J.M.C./R.R.

J.M.M./J.M.C

Joana Capitão

João Alferes Gonçalves

João Alferes Gonçalves

João Alferes Gonçalves/José Mário Costa

João Alferes Gonçalves/José Mário Costa

João Cabrita

João Carreira Bom

João Gobern

João Miguel Tavares

João Querido Manha

Joaquim Vieira

José Carlos Abrantes

José Manuel Matias

José Manuel Paquete de Oliveira

José Mário Costa

José Mário Costa/Regina Rocha

José Neves Henriques

José Queirós

José Raimundo Correia de Almeida

Leonor Pinhão

Luís Carlos Patraquim

Luís Rainha

Luís Rainha

M. R. R.

M. R. R./J. M. C.

M.E.

M.R.R./J.A.G./J.M.C.

M.R.R./J.A.G./J.M.C.

M.R.R./J.M.C.

Manuel António Pina

Manuel António Pina

Manuel Matos Monteiro

Maria de Carvalho Torres

Maria João Matos

Maria João Matos

Maria João Matos/José Mário Costa

Maria Regina Rocha

Maria Regina Rocha/J. A. G.

Maria Regina Rocha/J. M. C./R.G.

Maria Teresa Teixeira

Mário Bettencourt Resendes

Miguel Esteves Cardoso

Miguel Magalhães

Milagres Porto Leite

Nuno Abrantes Ferreira

Pasquale Cipro Neto

Paulo J. S. Barata

Paulo J. S. Barata/José Mário Costa

Pedro Mateus

R.R./J.M.C.

Regina Rocha

Regina Rocha

Regina Rocha/J.M.C.

Revista Veja

Ricardo Araújo Pereira

Rita Pimenta

Rui Araújo

Rui Cartaxana

Rui Gouveia

Rui Zink

Sandra Duarte Tavares

Teresa Álvares

Teresa Landeiroto

Vital Moreira

Wilton Fonseca


Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos