ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Pergunta | Resposta]

Ainda pré-estabelecido e preestabelecido

[Pergunta] Em 2006, o Ciberdúvidas informou o seguinte:

«Pré-estabelecido e preestabelecido

[Pergunta] Tenho visto pelo menos três versões: pre-estabelecido (menos comum); pré-estabelecido; e um moderníssimo preestabelecido em documentos oficiais. Como devo escrever?

Aproveito para vos agradecer pelo vosso fantástico site. Tem sido preciosa a vossa ajuda!

Vanda Meneses Santos :: Professora :: Portugal

[Resposta] O prefixo tem duas formas: pré- (com hífen) e pre- (sem hífen). Poderia escrever-se pré-estabelecer, mas dicionários recentes (dois portugueses e um brasileiro, a saber, o Dicionário da Academia das Ciências de Lisboa, o Grande Dicionário da Porto Editora, e o Dicionário Houaiss) registam só preestabelecer. Deste modo, porque já há uma forma dicionarizada e porque a pergunta é relativa ao particípio passado deste verbo, recomendo preestabelecido.

Carlos Rocha :: 06/04/200»

Minhas considerações:

Eu já usava preestabelecido antes mesmo de encontrar a resposta acima, e é a forma que considero mais adequada, prática, moderna, sem mencionar que ainda iria mais longe: escreveria "prestabelecido" (crase e + e), exatamente como falamos. Todavia, como fazer agora, após a recente Reforma Ortográfica? Afinal, a nova regra é sempre usar o hífen com pré, pró, etc.

Sandra Nogueira Azevedo :: Professora de Língua Portuguesa e revisora de textos :: Rio de Janeiro, Brasil

[Resposta] Em primeiro lugar, deve saber que o prefixo tem duas formas: uma tónica, pré-, e outra átona, pre-. A forma átona ocorre em cultismos que há muito pertencem à língua, podendo o Dicionário Houaiss afirmar que «[...] é de presumir que, desses [cultismos], não poucos terão tido entrada como pré- (raro assim grafado), acentuação e abertura que logo desapareceriam com a frequência de uso da pal[avra] em causa; há, por conseguinte, uma forte relação de continuidade entre pré- e pre- [...].»   

Relativamente a preestabelecer, o novo acordo ortográfico não traz alteração: como disse na resposta em referência, a palavra inclui a forma átona do prefixo, a qual continuará a ligar-se à base da prefixação (estabelecer), sem hífen (ver 5.ª edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras). Note que "prestabelecer", com contracção da vogal do prefixo com a da base, não se encontra atestado; o mesmo acontece com palavras que apresentam o sufixo átono, p. ex., preexistir e não "prexistir".

Quanto à forma tónica do prefixo, pré-, à semelhança de pró- e pós-, ela mantém o hífen no quadro do novo acordo, conforme se pode ler na Base XVI, 1.º, alínea f):

«f) Nas formações com os prefixos tónicos/tônicos acentuados graficamente pós-, pré- e pró-, quando o segundo elemento tem vida à parte (ao contrário do que acontece com as correspondentes formas átonas que se aglutinam com o elemento seguinte): pós-graduação, pós-tónico/pós-tônicos (mas pospor); pré-escolar, pré-natal (mas prever); pró-africano, pró-europeu (mas promover).»

Carlos Rocha :: 20/04/2010

[Ortografia/Pontuação]
«Raios X» e raio-X
A grafia de Rodolfo
Maiúscula em «o qual»,
referido a entidade sagrada
A grafia de Castro Daire (Portugal)
Ainda o p de Egipto...
Maiúsculas iniciais em siglas e acrónimos
A grafia de Seul
Antártida e Ártico
Intragrupo e interquartil
Kolkhoz e colcoz

Mostra todas

Ciber Escola Ciber Cursos