ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Artigos]

Sobre o modismo realizar

Maria João Matos*

Como é sabido, as línguas têm aquilo a que chamamos de “falsos amigos”. Pela semelhança que alguns vocábulos de uma língua apresentam com outra, há a tendência para os associar de imediato, considerando que significam a mesma coisa. Quando estudamos uma língua estrangeira, isso acontece com frequência.

Associamos erradamente pourtant a portanto, que na realidade se traduz por «no entanto», «apesar disso». Há casos em que a confusão pode até ser bastante inconveniente, como acontece com constipation, que não significa «constipação», mas «obstipação», «prisão de ventre»…

Com a preponderância que o inglês actualmente exerce sobre a língua portuguesa, todo o cuidado é pouco. Exquisite é «requintado», e não «esquisito»; pretend é «fingir», e não «pretender»; realize é «perceber», «compreender», e não «realizar».

Vem isto a propósito deste último verbo, realizar, empregado erradamente, na rádio e na televisão portuguesas, com um significado próprio da língua inglesa, que o termo português não possui. Em vez de compreender, opta-se por um inconveniente realizar...

1 «O momento que atravessamos é grave. E não é ainda sentido pela maioria dos portugueses. Nem sequer foi realizado pelas elites…»

27/05/2010

Sobre a autora

* Maria João Matos, professora de Português do ensino secundário, licenciada em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa.

Textos Relacionados

Enviar:

Artigos
Um erro crasso de ortografia
Futuro... da preguiça
Um item, dois itens...
Dezenas de milhar(es) de pessoas
"Desgusta"... com desgosto
Sansão mas sem Dalila…
«Isso pode ficar entre "parentes", professor?»
«De encontro a»,
«ao encontro de»
Notícia do desassossego
Razões q.b. para recusarmos o barbarismo "precaridade"


Mostra todos

Ciber Escola Ciber Cursos